24 de ago de 2012

IGREJA PERSEGUIDA




VOCÊ PODE IGNORAR. MAS ELA EXISTE. IGREJA PERSEGUIDA. ORE.


Em nossas comunidades temos diariamente uma experiência que podemos até mesmo não notar: a liberdade. Nesta liberdade podemos saltar de alegria, ser loucos por Jesus ou adoradores extravagantes, mas existe uma parte desta mesma Igreja que não experimenta tal previlégio, a parte que chamamos de Igreja Perseguida.

Esta Igreja também salta de alegria, mesmo diante da morte, não encare isso como algo poético ou romântico, sua dor é real. Os cristãos desta Igreja também são loucos por Jesus, à ponto de não negarem sua fé por nada, os adoradores desta Igreja levam sua extravagância a um nível alto demais para muitos de nós compreendermos, são pais, mães, filhos, maridos, esposas, são amados preciosos, dos quais certamente o mundo não é digno. 

Sim, também temos nossas lutas, e perseguições também, mas agora pense nestas mesmas situações num  lugar onde não há tempo para conflitos existenciais, para birras e divisões, onde simplesmente não há tempo. Podemos aprender muito com esta preciosa parte da Igreja, com a seriedade de sua fé, de seu testemunho.
Não devemos sentir culpa pela liberdade que desfrutamos, mas é nosso dever refletir e tomar uma postura diantes destas duas verdades: o que fazemos com esta liberdade? e o que fazemos pela Igreja Perseguida? Você pode até dizer que não há muito o que se fazer... mas não se esqueça da oração.

"Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos." Tiago 5:16
"Nós, pois, jejuamos, e pedimos isto ao nosso Deus, e moveu-se pelas nossas orações." Esdras 8:23

via : BlogFpM
Divulgação: BlogJCV



Um comentário:

  1. Igreja perseguida fato pouco relatado entre aqueles que tem chamados, ombridade com a obra redentora do evangelho, e liberalidade, benção para um povo que é celeiro para as nações, mãos que seguram, matam, a causa de quem tem que chegar, e vai chegar aonde, já é seu ministério. Mãos que acham caro a ida de missionários para um país onde Deus sustenta todo o universo, colocando em evidência quem quer por sangue "panrestescual", e não o sangue daquele que verteu na cruz do calvário e é o único Senhor desta obra magnifica da redenção, lã gordura e carne são para quem tem em seu interior a visão de um mundo evagelizado, não por templos feito por mãos humanas mais sim por templos erguidos com a total autoridade que o Santo Espírito de Deus nos outorga poder para destronar-mos esse governo falído, "orar" é muito necessário, porem ir aos campos brancos, prontos para a colheita é de primordial atitude, sem manipulação de poder, sendo até diferente o poder do santo Espírito de Deus dirigindo sua obra na terra, pois prestaremos conta do nosso ministério. Quem segura a obra de Deus tendo que apoiar a todo custo, está se martirizando com atitudes que tem preço muito caro, o próximo não pode ser quem é da família, e sim quem Deus tem chamado, "por isso há muitos fracos e doentes"oremos por estás lideranças e por aqueles que passam privações em seus ministérios, com lutas, testes, provas,sempre na mesma pois os atalaias não olham para o campo de batalha de onde pode vir ataques, e sim para dentro do guarnecido palácio. Jamais serei contra a liderança, desde que esta esteja em conformidade com as palavras de Jesus, olho no olho abençoando cada um que chega com dificuldade, mais com o coração desejoso desde menino, que destribuia folhetos após as ministrações de um saudoso pastor, ícone com defeitos sim mais com palavras em que um menino de 5 anos já colocava em seu lado em uma sacola como um semeador que recebe a boa semente e a quer levar, e profetizar, menino este que ao voltar da escola vendo um epilético, junto a um grupo de pessoas na calçada, disse: isso é diabo, e os que estavam a sua volta sem a luz de cristo disseram isso é doença, e o menino se retirou a alguns metros e espulsou aquele espirito, e continuou a sua jornada de volta para sua casa pois a sua mãe o esperava.

    ResponderExcluir