8 de jun de 2012

IGREJA CHEIA X PESSOAS VAZIAS





As vezes me pergunto por que tanta gente muda de Igreja com tanta facilidade. Alguns passam a vida toda, a procura da Igreja “Perfeita” algo que com certeza nunca encontraram, pois não há esse tipo de Igreja já que a igreja é feita de pessoas imperfeitas como eu e você. Lembro-me de uma frase que ouvi em um filme: "Não há Igreja perfeita mais sim um Deus perfeito."
Afinal o que será que tais pessoas que não conseguem parar em igreja nenhuma estão procurando? Será que elas procuram Deus e uma transformação de vida ou estão apenas buscando uma satisfação pessoal? Ou será apenas por que gostam daquele pastor que prega bem e suas palavras massageiam seu ego. Também pode ser aquela chave dourada que alguém "profetizou" e até agora não chegou. Muita gente ainda vai à igreja em busca de muitas coisas e pessoas e quando isso acontece quase sempre se decepcionam. Algumas pessoas levam tão a sério esse negocio de buscar as coisas, que pra elas nem importa em qual igreja elas vão, o que importa é o que a Igreja tem a oferecer no momento.

A principal consequência disso são pessoas vazias que pulam de galho em galho, não conseguem criar relacionamentos, pessoas sem comunhão com Deus e com o Corpo de Cristo. Por outro lado isso gera Igrejas tendenciosas que focam suas atividades unicamente em atrair pessoas com temas cada vez mais atrativos como: "culto da prosperidade", "noite da virada financeira", "terapia do amor" etc... mais qual é a motivação desses temas? É realmente para tratar áreas especificas ou simplesmente para atrair pessoas e preencher as cadeiras vazias?  
Às vezes fico imaginando o Espírito Santo em um culto querendo curar ou libertar uma pessoa do pecado enquanto a igreja toda ora por suas contas bancarias. Cada vez mais as pessoas são ensinadas a serem "crentes consumidores", vão aos cultos somente para receber, receber e receber. Poucos ainda vão com a intenção de oferecer, um culto racional a Deus, uma adoração em Espírito e em verdade, o que vemos hoje é: os milagres acima do relacionamento com Deus, as curas acima do Nome, os dons acima do próprio Espírito Santo, a satisfação pessoal acima do viver em comunhão no corpo de Cristo. Muita gente buscando viver a glória, mais poucos querem negar a si mesmo, suas vontades e satisfações, tomar a sua cruz e seguir Jesus.

É triste ver igrejas cheias de pessoas que não se interessam em conhecer Deus e sua Palavra, é triste ver tantos sendo ensinados a ter uma vida egoísta e centralizada no seu próprio "eu", pessoas ensinadas a correr atrás das bênçãos e a ouvir e somente o que lhes agrada.
Não é esse o evangelho que Jesus nos deixou, Ele nos ensinou a servir (João 13:14) a perseguir o seu reino e a sua justiça e não as coisas (Mateus 6:33), a amar a Deus acima de tudo e a amar o próximo como a si mesmo (Marcos 12:33), a negar a si mesmo (Lucas 9:23).


Apesar de tudo, ainda creio em um avivamento para nossas igrejas no Brasil, um avivamento que nos leve de volta a simplicidade do verdadeiro evangelho, um avivamento que livre as nossas igrejas do egoísmo e da busca constante por dinheiro, fama e poder, um avivamento que nos leve de volta ao primeiro amor.


Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor. Lembra-te, pois, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; quando não, brevemente a ti virei, e tirarei do seu lugar o teu castiçal, se não te arrependeres. (Apocalipse 2:4-5)

Hélio A. Souza - blogjcv


Nenhum comentário:

Postar um comentário